13/03 - 11/04​
ONLINE E GRATUITA

18/03 | QUINTA-FEIRA | 16H

PRODUÇÃO INDEPENDENTE
ESPETÁCULO MUSICAL
EXCÊNTRICO - POR DANI MÃ – BRASIL

🇧🇷 Sinopse: Uma sonoridade, sempre dançante, associa-se a ritmos e letras que tendem à música de raiz, marcado pelo regionalismo nordestino e o afro. São uma mescla de ijexá, MPB, funk, rap, entre outros ritmos e letras que falam de universos diversos, deixando clara a opção pela fusão.

“O mundo está muito fragmentado e as artes nada mais são do que um reflexo disso. A globalização depara-se com as manifestações locais e não há fronteiras para esse mosaico cultural, que sempre me atraiu e me encantou em todas as formas de expressões artísticas”, reflete o artista. Soul music, rythim n’ blues, funk, música negra americana, brasileira e africana misturam-se no caldeirão de influências de Dani Mã.

A arte pode, muitas vezes, modificar o ser e vicejar novas percepções. A poética de Daniel Mã incorpora uma faceta da missão artística de forma indomável, com músicas em diálogo entre a contemporaneidade e o multiculturalismo, gestadas no atual momento da história: a “omnipresença”. Continuando a busca por uma estética da experimentação coletiva, o projeto segue firme como retrato deste momento criativo de Daniel Mã e suas músicas, cujo  resultado não são um simulacro, mas o retrato das diversas autoimagens e identidades. O show “Ex-cêntrico” destrincha uma angústia vivenciada: sentir-se único e especial e, simultaneamente, ser parte de um todo. De um lado, escuta-se o ego versando sobre sua estranha forma de ser; de outro, vive-se os momentos poéticos, que estendem a mão e abrem os braços na direção do Outro: ex cêntrico alvitre.

Em meio ao espaço social da ordem, da lógica e da obediência, o espetáculo Ex-cêntrico se cria em tons de confissão. Subversivamente, inicia-se por nuances de percepções, sentimentos e sonoridades que narram algumas experiências subjetivas do humano em busca de si e do outro.

Dani Mã, natural de Salvador, é cantor e compositor. Produziu em 2003 seu primeiro álbum, “Pra Se Molhar”, numa parceria com Márcio Pereira.

Em São Paulo, formou o grupo “Na Roda”, que já acolheu em sua formação original nomes de destaque da nova geração musical e lançou, em 2005, o CD homônimo “Na Roda”.

Em 2008, Dani Mã conduz a iniciativa colaborativa “FBN Project – Fim da Bossa Nova”, na qual 10 produtores reconstroem suas músicas que falam sobre a construção de clichês e estereótipos.

Em 2010, foi o elemento catalisador da iniciativa colaborativa 1B2 (1 Baiano de 2) entre artistas dos EUA, Canadá, Argentina, México e França.

Também idealizou o projeto multi-artístico “Em coração de Mã Sempre Cabe+1”, onde, desde 2012, Dani Mã recebeu, no Centro Cultural Rio Verde (SP), artistas das mais variadas linguagens, que realizam trabalhos autorais.

Compositor, com inúmeros parceiros em vários cantos do país. Nos últimos anos, Dani Mã vem fazendo shows em Porto Alegre, Palmas, Recife, Rio, São Luiz, Brasília e Curitiba, além da capital e do interior de São Paulo, em festivais, como “FunFarra” e “Noites ExCêntricas”. Vem dividindo palco com artistas como

Maíra Freitas, Ian Ramil, Illy Gouveia, Jairo Pereira, Neila Kadhí, Xênia França, Mãeana, Novos Baianos, Josyara, Samuca e a Selva, Armandinho Macedo, Felipe Cordeiro, Janamô, Edu Krieger, dentre outros.

No exterior, destacam-se turnês na França, Estados Unidos e Colômbia, junto a artistas como Deborah de Blasi, Benji e Lúcio Feuillet. Por fim, Dani Mã é autor da música-tema do premiado longa metragem Pitanga (2017), dirigido por Camila Pitanga e Beto Brandt.

Antes da pandemia, Dani executava o lançamento do seu 4º álbum, Mã Ex Cêntrico, no Brasil e exterior, como resultado natural de ter se apresentado mensalmente cantando suas composições inéditas em 20 célebres edições da Festa ExCêntrica. Nesse projeto artístico, Dani Mã ExCêntrico traz um diálogo entre o retrô e o moderno, combinando as sínteses criativas de seu caráter multicultural.

🇺🇸 ENGLISH

Independent Production
Musical Show
ExCentric – By Dani Mã – Brazil

Date: 03/18/21 – Thursday
Time: 4pm

Synopsis: A sonority, always danceable, is associated with rhythms and lyrics that tend to roots music, marked by northeastern regionalism and Afro. They are a mixture of ijexá, MPB (Brazilian Pop Music), funk, rap, among other rhythms and lyrics that speak of different universes, making clear the option for fusion.

“The world is very fragmented and the arts are nothing more than a reflection of that. Globalization is faced with local manifestations and there are no boundaries for this cultural mosaic, which has always attracted and enchanted me in all forms of artistic expressions ”, reflects the artist. Soul music, rhythm n ‘blues, funk, black American, Brazilian and African music mix in the melting pot of influences by Dani Mã.

Art can, many times, change the being and bring new perceptions. Daniel Mã’s poetics incorporates a facet of the artistic mission in an indomitable way, with songs in dialogue between contemporary and multiculturalism, generated in the current moment of history: the “omnipresence”. Continuing the search for an aesthetics of collective experimentation, the project remains firm as a portrait of this creative moment by Daniel Mã and his music, the result of which is not a simulacrum, but the portrait of the various self-images and identities. The “Ex-centric” show unravels an anguish experienced: feeling unique and special and, simultaneously, being part of a whole. On the one hand, you hear the ego talking about its strange way of being; on the other hand, we live the poetic moments, which reach out and open their arms towards the Other: ex centric novelty.

Amid the social space of order, logic and obedience, the Ex-centric show is created in tones of confession. Subversively, it starts with nuances of perceptions, feelings and sounds that narrate some subjective experiences of the human in search of himself and the other.

Dani Mã, born in Salvador, is a singer and composer. In 2003 he produced his first album, “Pra Se Molhar”, in partnership with Márcio Pereira.

In São Paulo, he formed the group “Na Roda”, which already welcomed prominent names from the new musical generation in its original formation and launched, in 2005, the homonymous CD “Na Roda”.

In 2008, Dani Mã leads the collaborative initiative “FBN Project – Fim da Bossa Nova” (The End of Bossa Nova), in which 10 producers reconstruct their songs that talk about the construction of clichés and stereotypes.

In 2010, he was the catalyst for the collaborative initiative 1B2 (1 Bahian of 2) among artists from the USA, Canada, Argentina, Mexico and France.

He also idealized the multi-artistic project “Em Coração de Mã Sempre Cabe + 1” (In Mã’s heart there is always room for 1 more person), where, since 2012, Dani Mã has received, at Centro Cultural Rio Verde (SP), artists of the most varied languages, who carry out authorial works.

Composer, with numerous partners in various corners of the country. In recent years, Dani Mã has been performing in Porto Alegre, Palmas, Recife, Rio, São Luiz, Brasília and Curitiba, in addition to the capital and the countryside of São Paulo, at festivals such as “FunFarra” and “Noites ExCêntricas”. Has been sharing stage with artists like: Maíra Freitas, Ian Ramil, Illy Gouveia, Jairo Pereira, Neila Kadhí, Xênia França, Mãeana, Novos Baianos, Josyara, Samuca e a Selva, Armandinho Macedo, Felipe Cordeiro, Janamô, Edu Krieger, among others.

Abroad, tours in France, the United States and Colombia stand out, together with artists such as Deborah de Blasi, Benji and Lúcio Feuillet. Finally, Dani Mã is the author of the theme song for the award-winning feature film Pitanga (2017), directed by Camila Pitanga and Beto Brandt.

Before the pandemic, Dani performed the release of his 4th album, Mã Ex Cêntrico, in Brazil and abroad, as a natural result of having performed monthly singing his unpublished compositions in 20 celebrated editions of the Festa ExCêntrica. In this artistic project, Dani Mã ExCêntrico brings a dialogue between the retro and the modern, combining the creative syntheses of his multicultural character.A

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin